Sala de Aula

Nova edição do blog Sala de Aula


http://reridamaria.com.br/

Seguidores

sexta-feira, dezembro 17, 2010

Tecidos Africanos

A arte de tecer em tear manual é uma das mais antigas do mundo.
Na África existem três tipos principais de tecidos: o Bogolan, o Khorogo e o Kubá.
 Em geral os tecidos são confeccionados para marcar ciclos importantes da vida das pessoas ou das aldeias, para vestuário, tapetes e também já serviram de moeda de troca.
Em algumas etnias os homens tecem e as mulheres tingem os tecidos.
Os tecidos Kubás estão entre os mais importantes de todo o território africano.
Os homens tecem a partir da ráfia retirada das palmeiras em pequenos e rudimentares teares. São as mulheres, no entanto, as responsáveis pela decoração dos tecidos.
Os desenhos demonstram a importância e a influência de cada família.




Em anos recentes, os desenhos terrosos ou preto-e-branco dos tecidos Bogolan tornaram-se conhecidos no mundo todo.
Bogolan, que significa tecido de lama, é uma tradição estabelecida há tempos entre os Bambara, etnia majoritária do Mali.
O tingimento tradicional é feito apenas por mulheres e a técnica passada de mãe para filha. A peça é lavada em água e colocada ao sol para secar para que encolha ao seu tamanho final. Depois, o tecido é embebido de uma solução marrom e uma solução amarela extraída da maceração de folhas de várias árvores e posto para secar ao sol. O tecido está pronto para a aplicação dos corantes naturais extraídos da lama. O barro coletado em lagos e poças é deixado para fermentar por alguns meses em um pote coberto, adquirindo ao final de um ano a cor negra.





Os tecidos Khorogo, originalmente da cidade de Khorogo, no norte da Costa do Marfim, hoje são encontrados em vários lugares da Costa do Marfim. Representam cenas da vida cotidiana das aldeias africanas ou cenas da mitologia Akan. São tecidos de algodão tingido com argila e pigmentos naturais (extraídos de folhas, frutos e cascas de árvore).
 Assim como nos tecidos Bogolan, os homens tecem tiras estreitas em tear pequeno e depois costuram-nas juntas para alcançar a largura desejada. Depois dividem com as mulheres a tarefa de tingi-los. Há basicamente quatro cores reconhecidas pelas tecelãs: preto, cinza, vermelho e branco. Porém outras tonalidades podem ser obtidas através da mistura dessas quatro cores.








Diversidade Colorida - Blog

Nenhum comentário:

Postar um comentário