Sala de Aula

Nova edição do blog Sala de Aula


http://reridamaria.com.br/

Seguidores

segunda-feira, julho 25, 2011

Suricate


NOME COMUM: Suricate
NOME EM INGLÊS: Meerkat ou suricate
NOME CIENTÍFICO: Suricate suricatta
FILO: Chordata
CLASSE: Mammalia
ORDEM: Carnivora
FAMÍLIA: Heroestidae
GÊNERO: suricate
ESPÉCIE: S. suricatta
TAMANHO:
Comprimento do corpo: 22cm
Altura quando está de pé: 26, 28cm
PESO: 720 a 730 g
PÊLO: Acastanhado
TEMPO DE VIDA: na selva pode viver 10 anos variando entre 5e 12 anos. No cativeiro vivem até 15 anos



DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA: África do sul, deserto do kalahari


HABITAT: Savana e gramado, planícies secas e abertas, áreas de deserto.


ALIMENTAÇÃO: Alimenta-se principalmente de insectos: larvas de escaravelhos e de borboletas; também ingerem milípedes, aranhas, escorpiões, pequenos vertebrados (répteis, anfíbios e aves), ovos e matéria vegetal. São relativamente imunes ao veneno das najas e dos escorpiões, sendo estes, inclusive, um dos alimentos que mais apreciam.



DESCRIÇÃO: O corpo é esguio, o focinho pontiagudo e possuem manchas negras em torno dos olhos. A pelagem é castanha e apresenta riscas negras na parte terminal do dorso; a extremidade da cauda é negra. Possuem garras afiadas nas patas, que lhe permite escavar a superfície do chão e dentes afiados para penetrar nas carapaças quitinosas das suas presas. Outra característica distintiva é a sua capacidade de se elevarem nas patas traseiras,


PERÍODO DE GESTAÇÃO: 11 semanas


NÚMERO DE FILHOTES: 3 a 4


NÚMERO DE CRIAS POR ANO: 1 a 3


MATURIDADE SEXUAL: aproximadamente 1 ano


ÉPOCA DA REPRODUÇÃO: A reprodução dá-se de Agosto a Novembro e de Janeiro a Março (durante a estação húmida); em cativeiro, pode ocorrer em qualquer época do ano.


REPRODUÇÃO: O acasalamento é precedido de pequenas “dentadas” amistosas no focinho. As crias nascem no interior do abrigo subterrâneo e aí permanecem durante as primeiras semanas de vida, ao cuidado de um adulto (nunca a mãe, que tem de procurar alimentar-se para conseguir amamentar). Só abrem os olhos aos 10 a 14 dias de idade e o período de amamentação dura sete a nove semanas. Quando as crias saem do abrigo, mantêm-se muito juntas e para esse fim emitem constantes “vocalizações de contacto”. A mãe ensina-as a comer incitando-as a morder os alimentos que ela segura com os dentes. No entanto, todos os elementos do grupo participam na nutrição das crias, trazendo-lhe os alimentos mais “macios” que conseguem encontrar.



O suricate é um mangusto que adora o sol. A maior parte dessa espécie tem hábitos noturnos ou crepusculares. O suricate, porém, sai da toca ao amanhecer e só volta no fim da tarde. E grande parte desse tempo ele passa tomando banho de sol. Vivem em colônias de 40 indivíduos, que constroem um complicado sistema de túneis no subsolo, onde permanecem durante a noite. Dentro do grupo, os animais revezam-se nas tarefas de vigia e proteção das crias da comunidade. O sistema social é complexo e os estudos mostram que os suricates são capazes de ensinar ativamente suas crias a caçarem, um método muito parecido com a capacidade humana de ensinar.

Espalhado pela África do Sul, o suricate é encontrado nas savanas áridas e arenosas ou mesmo entre as rochas. Cava tocas profundas, com muitas entradas, e vive em bandos de dezenas de indivíduos.

A pelagem do suricate é castanha, com listras negras no dorso, e esbranquiçada no ventre. A cara é branca e as orelhas, a ponta da cauda e uma pequena região ao redor dos olhos são negras. Quando descansa, o suricate fica numa posição bem característica: senta-se nos "calcanhares", com o corpo bem reto e as patas dianteiras caídas sobre o peito. Sua alimentação é variada: insetos, centopéias, pequenos roedores, aves, ovos,
répteis, frutos e raízes. O acasalamento ocorre em qualquer época do ano e os filhotes nascem cegos e pelados.

Lucia Helena Salvetti De Cicco
Diretora de conteúdo e Editora Chefe




sábado, julho 16, 2011

ZEBRAS

CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA:

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Perissodactyla
Família: Equidae
Género: Equus


As zebras são mamíferos, membros da mesma família dos cavalos, os equídeos, nativos da África central e do sul. A pelagem deste animal consiste num conjunto de listras contrastantes de cor, alternadamente, pretas e branca, dispostas na vertical, exceptuando nas patas, onde se encontram na horizontal.

É nas savanas africanas onde as zebras habitam. Encontram-se distribuídas por famílias: macho, fêmeas e filhotes. Estes animais, por serem atacados habitualmente por leões, podem se tornar animais extremamente velozes, pois para fugirem dos predadores, utilizam a fuga e seus fortes coices, podendo quebrar até a mandíbula de um felino. As listras das zebras vão escurecendo com a idade, e estes animais, embora se pareçam, não são todos iguais.

Apesar de parecerem todas iguais, as espécies de zebra existentes não são estreitamente relacionadas umas com as outras. As zebras-de-grevy têm origem de animais diferentes (de outro subgênero) daqueles que originaram as zebras-das-planícies e as zebras-das-montanhas.

Não se encontram à beira da extinção, embora a zebra-das-montanhas esteja ameaçada. A subespécie de zebra-das-planícies conhecida como cuaga (do inglês quagga, que designa o som que o animal produzia cuahaa), Equus quagga quagga, estava extinta, mas projetos de cruzamento entre zebras com coloração semelhante já recuperaram a espécie antes extinta, e o projeto liberou com sucesso vários exemplares na natureza.

As Zebras são animais herbívoros, e se alimentas preferencialmente em pastagens da savana africana

 
                    INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

·         A zebra é um mamífero originário (nativo) do continente africano (região sul e central);

·         São animais herbívoros, ou seja, alimentam-se de plantas;

·         Possuem um comportamento pacato, porém, podem atacar quando estão em situação de risco;

·         Vivem em manadas (famílias) compostas por machos, fêmeas e filhotes;

·         São velozes, podendo atingir até 50 quilômetros por hora de velocidade;

·         Quando vão ficando velhas, as listras das zebras vão sumindo;

·         Fazem parte da mesma família dos cavalos, burros e asnos;

·         As espécies de zebras mais conhecidas são: Zebra-de-grevy, Zebra-das-planícies, Zebra-de-burchell, Zebra-de-chapmann, Zebra-de-grant, Zebra-das-montanhas (ameaçada de extinção) e Zebra-do-cabo;

·         Os leões são os principais predadores das zebras nas savanas da África;

·         Uma zebra adulta pode pesar até 200 quilos;

·         A gestação da fêmea dura por volta de 360 dias. Em cada gestação, nasce apenas um filhote (os partos múltiplos são raros);

·         Uma zebra saudável pode viver, em média, de 25 a 30 anos.


CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
:

Comprimento: de 2 a 2,3 metros (animal adulto)
Altura: de 1,4 a 1,6 metros
Cor: listrada em marrom escuro e branco
Habitat: savanas africanas.